,

22 outubro 2010

Mistério nos filmes

Hoje faço um post dedicado á acontecimentos estranhos e que envolvem principalemente filmes que são um clássico, como "O exorcista".


  • O exorcista (1973)







No filme de estréia da saga, o ator Jack MacGowran é o primeiro a morrer na história, despencando de uma tenebrosa escadaria. Uma semana após terminar de gravar MacGowran morreu mesmo. Dizem que vítima de pneumonia.

Muitas "tragédias" ocorreram com o "amigo do amigo do amigo". O ator Max von Sydow, o padre Merrin, mal começou a gravar quando soube que seu irmão havia morrrido. A esposa grávida de um assistente de câmera perdeu o bebê. E por aí vai...

A equipe técnica sofreu horrores durante a produção. O homem que refrigerava o quarto onde aconteceu as cenas de possessão morreu de maneira inexplicável. Um vigia noturno que cuidava dos cenários foi morto á tiros durante uma madrugada. Um carpinteiro cortou o polegar fora. Outro serou o dedão do pé. Imprudência no trabalho. Culpa do diabo?

A atriz Ellen Burstyn, que fazia a mãe da garota possuída, sofreu uma grave lesão na cena em que é atirada para longe pela filha.

A atriz Mercedes McCambrige ingeriu ovos crus, fumou igual uma chaminé e fez o diabo pra ficar com a voz rouca e demoníaca da meninha possuída. Mas os produtores "esqueceram" de colocar o nome dela nos letreiros do filme. A atriz processou o estúdio.

O argentino Lalo Schifrin compôs uma trilha sinistra para O Exorcista, mas o diretor Friedkin achou o trabalho muito... chinfrim. Preferiu então usar o tema de piano já pronto "Tubular Bells". Schifrin vendeu a trilha rejeitada para o filme "A Casa do horror" (1979). Resultado: recebeu indicações ao Oscar e ao Globo de Ouro, coisa rara para um filme de terror.



  • Três solteirões e um bebê (1987)

Talvez um dos casos mais estranhos já relatados de acontecimentos inexplicáveis em filmes.

Há uma cena no filme Três Solteirões e um Bebê nos quais algumas pessoas reivindicam ter visto a figura fantasmagórica de um menino que supostamente foi morto na casa da qual a cena foi filmada.

É dito que os pais do menino têm processado o estúdio do filme em algumas variações, ou os donos da " casa ", por deixar o nome do menino ter sido lançado à imprensa.

Há contos de outros objetos fantasmagóricos que são vistos ao longo do filme, como um rifle que aponta para a cabeça do "menino fantasma".






Ao longo do tempo esse caso foi muito discutido.

Sendo o garoto, fantasma ou não, ele pode devidamente ser visto no filme sem precisar reproduzi-lo em câmera lenta.

No vídeo abaixo, filmado de um celular direto da TV, podemos observar o menino na cena do filme.



Pouco se sabe sobre este caso, mas já cogitaram a idéia de ser uma "estratégia" para almentar o número de pssoas que assistiam ao filme.

Se era isso que queriam, conseguiram.


  • Poltergeist - O fenômeno (1982)




"Poltergeist - O Fenômeno" é um dos maiores clássicos de terror.

Escrito e produzido por Steven Spielberg e dirigido por Tobe Hooper, retratou o que seria tais eventos sobrenaturais.

O que mais intriga, são as mortes de atores do elenco do filme. Algumas logo após o termino das gravações, outros alguns anos depois.

Heather O´Rourke = Foi protagonista nas três seqüencias do filmes, interpretava a menina Carol Anne. Começou sua carreira aos 5 anos em diversas séries, mas ficou conhecida no filme Poltergeist.

Em 1987 ela passou mal enquanto estava em casa, levada ao hospital, foi diagnosticada, e foi acusado giárdia, fez tratamento, o que pareceu fazê-la melhorar. Pouco antes do terceiro filme, ela voltou ao hospital, o que foi detectado apenas uma inflamação, tratou e gravou o filme. No final de janeiro de 1988, Heather volta a passar mal, e cai em casa. No caminho para ambulância disse que amava a mãe.

Antes mesmo de chegar ao hospital, Heather já havia tido uma parada cardíaca e tinha sido ressuscitada, a levaram de helicóptero para um hospital infantil, ao qual ela chegou praticamente morta. Tentaram fazer uma cirurgia no abdômen, onde encontraram uma obstrução no intestino, os médicos corrigiram, mas a menina não resistiu, morrendo no dia 1 de Fevereiro de 1988, com apenas 12 anos de idade.

Dominique Dunne = A atriz era filha do novelista e roteirista, Dominick Dunne. Fazia o papel de Dana Freeling, a filha mais velha da família, e irmã de Carol Anne. Apaixonou-se por John Thomas Sweeney, um ajudante de cozinha que trabalhava no Ma Maison, que posteriormente revelou ter um comportamento agressivo.

Ela estava filmando junto uma série de TV, Hill Street Blues, na mesma época que o filme. Teve momentos em que não precisou de maquiagem para fazer o papel de uma adolescente que havia sido espancada, devido aos seus hematomas reais. Tentou se separar de Sweeney, mas esse com raiva, invadiu seu apartamento e a estrangulou, deixando-a em coma, até que no dia 4 de novembro de 1982 sua família autoriza desligar os aparelhos que a mantinham viva, e ela morre aos 22 anos de idade. Participou apenas do primeiro filme.

Julian Beck = Artista de vanguarda, diretor de teatro e poeta. Esteve no Brasil juntamente com sua mulher, no início da década de 70, quando foi preso por porte de drogas, uma armação feita para os dois. Vieram ao Brasil para trabalhar com o diretor de cinema José Agripino.

Interpretou o reverendo Henry Kane. No segundo filme da série.

Teve câncer de estômago, e morreu no dia 14 de setembro de 1985, durante as filmagens do filme. Já vinha enfrentando a doença ha 18 meses.

Will Sampson = Nativo americano, interpretou o índio Taylor, em Poltergeist II. Após um transplante de coração, teve uma severa subnutrição e a problemas renais, levando o ator a morrer em 03 de Junho de 1987. Pouco mais de um ano após o termino da gravação do filme.
 
 
Algumas curiosidades do filme:
 
- Na produção do primeiro filme, foram utilizados esqueletos humanos nas gravações.
- No começo do terceiro filme, os atores não queriam gravar, devido ao medo da maldição que já havia matado quatro atores.
- Foi cancelada a quarta seqüência do filme.
- A atriz Drew Barrymore fez um teste para o papel de Carol Anne, mas não passou. Spielberg a escalou para o filme ET o extraterrestre. Sorte, hein?

3 Gritos:

luisa.pavelosque disse...

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA socoorrro to assistindo o filmeee

Anônimo disse...

aaaaaaaaaaa socorro kk

Anônimo disse...

o filme não é lá grande coisa, ele é bem bobinho pra nossa época, mais sei lá eu não atuaria em um filme de terror nem que me pagassem milhões =S

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favoritos More

 
Powered by Blogger