,

06 novembro 2010

O Acidente Nuclear de Chernobyl



Chernobyl, Ucrânia

Em 26 de abril de 1986, ocorre o acidente nuclear considerado o maior do mundo. Na época, a Ucrânia ainda pertencia a União Soviética, e acredita-se que o acidente liberou cerca de 200 vezes, ou mais, radiação do que a bomba de Hiroshima, atingindo as regiões da União Soviética, Europa Oriental, Escandinávia e Reino Unido, resultando na evacuação e reassentamento de aproximadamente 200 mil pessoas.

Uma estimativa feita pela ONU revela que cerca de 56 pessoas tenham morrido e 4.000 irão morrer com causas relacionadas ao acidente e claro, muitos contestam essa estimativa. O Greenpeace afirma que o desastre será responsável por cerca de 93 mil mortes, já que as pessoas expostas à radiação ainda podem desenvolver câncer e outras doenças relacionadas ao acidente. As principais complicações que podem ser relacionadas ao acidente nuclear são câncer, problemas na glândula tireóide, aborto, mal-formações fetais, mutações gênicas que podem se estender por gerações.


Existem algumas teorias para explicar o acidente, uma delas é referente a uma falha durante um teste elétrico, em que técnicos queriam simular um apagão na rede elétrica principal da usina e o acionamento de uma rede de energia de emergência, entretanto uma falha no sistema de resfriamento do núcleo do reator – onde acontecem as fissões atômicas – parou de funcionar quando a rede elétrica foi desligada, gerando um superaquecimento do núcleo que levou a uma explosão de vapor tão violenta que destruiu o teto do reator, que pesava mais de mil toneladas! O incêndio após a explosão lançou grandes quantidades de material na atmosfera, e um derretimento nuclear. A outra teoria diz respeito a um problema no reator que em conjunto com a falha de técnicos da usina levaram a falha no resfriamento do núcleo e em seguida ao desastre.





Algumas das medidas que foram tomadas após o acidente:

•    aproximadamente 1800 helicópteros jogaram cerca de 5000 toneladas de material extintor, como areia e chumbo, sobre o reator.
•    29 de abril de 1986 - o acidente nuclear de Chernobil foi divulgado como notícia pela primeira vez, na Alemanha.
•    Construção do "sarcófago" que abriga o reator. Ele destina-se a absorver a radiação e conter o combustível remanescente. Considerado uma medida provisória e construído para durar de 20 a 30 anos, seu maior problema é a possível falta de estabilidade.
•    12 de dezembro de 2000 - depois de várias negociações internacionais, a usina de Chernobil foi desativada.


No dia 26/04/2011 terão passados 25 anos da tragédia. Atualmente são realizados diversos estudos para avaliar os níveis de radioatividade do local, dentre eles, um estudo realizado pela Agência de Segurança Alimentar da Finlândia (Evira) avisa que peixes e cogumelos de algumas regiões ainda estão contaminados, a concentração média de césio 137 encontrada foi 20% em peixes do sudoeste do país. Já nos cogumelos, cerca de metade apresentavam nível de toxidade prejudicial ao consumo humano.

Em 2008, surgiu uma reportagem na revista Super Interessante, que revela a existência de organismos com mutação vivendo em Chernobyl, um fungo, por exemplo, desenvolveu a capacidade de se alimentar da radiação liberada.
Vários cientistas tem estudado o local, seja para analisar os efeitos em longo prazo dessa radiação, algo impossível de recriar em ensaios, seja para analisar quais organismos ainda vivem no local.
E como não podia faltar, filmes, documentários e games feitos sobre a tragédia:
•    O desastre de Chernobyl – Discovery Channel
•    S.T.A.L.K.E.R. - Shadow of Chernobyl (Direção: Zach Hanks)
•    A Nuvem
•    As crianças de Chernobyl (Diretor: Clive Gordon)
•    Chernobyl Heart (Direção:Maryann DeLeo)
Aqui uma animação feita por Paul Fusco, bastante interessante para quem quiser ver mais.

Segue tambem um video com mais fotos sobre o desastre.





Materia Feita por: Alyne

16 Gritos:

Franzinea disse...

Adoreeeei o post, a história sobre o acidente de Chernobyl me fascina, é muito interessante mesmo.

Julia Malaguti disse...

http://inmotion.magnumphotos.com/essay/chernobyl#comment-4337

Anônimo disse...

Deus deu ao Homem tanta inteligencia, mais ele usa a mesma para matar seu próximo, destruir vidas. Crianças, jovens meu Deus, pare este mundo que eu quero descer.... Homem o raça....

Anônimo disse...

O homem vai morrer com seu poder de criação e destruição

Cleiton Willan disse...

TEMOS Q PEDIR MTO MTO MAIS MTO A DEUS Q ISSO NÃO SE REPITA NO JAPÃO =\

MTO HORRIVEL ESSAS IMAGENS

TAY disse...

lAMENTAVEL A GANACIA DESENFREADA... INFELIZMENTE QUEM PAGA GERALMENTE É O LADO MAIS FRACO, OS RICOS ESTAO A SALVO!

Ellem Mara disse...

Situação apocalíptica, infelizmente parece que vai se repetir, por isso devemos aproveitar a vida, enquanto há...

Helton disse...

Chernobyl nada mais foi do que uma sabotagem do governo Americano contra a grande pátria Mãe Soviética, soberana da igualdade e justiça.Chernobyl foi um crime norte americano contra aquelas pobres almas.Dias antes do desastre foram vistos agentes americanos vasculhando escritórios da agencia administradora de enérgia nuclear em Pripyat, de onde segundo testemunhas foram levadas plantas de projetos da usina de Chernobyl. Acham que isto foi uma coincidencia??

Diana disse...

É um documentário deveras chocante... ainda hoje, nos dias que correm, a área de Chernobyl e arredores, são zonas estéreis devido à forte radioactividade que ainda se encontra por lá... é trister ver que as crianças de outrora, ainda estão a tentar recuperar algum sorriso e a vontade de viver, mas, como se pode ver que a mente humana é usada para coisas grandiosas que por vezes resultam em grandes catástrofes, temos também de aplaudir que, apesar dessas mesmas catástrofes, a nossa mente consegue superar sempre de alguma forma e continuar a viver o dia de amanhã!

muito bom o post.
cumprimentos, Diana (PORTUGAL)

Anônimo disse...

o homem busca sua propria destruição!!!

Anônimo disse...

"energia nuclear, não obrigado"

O homem é a unica espécie que se vai conduzir á extinção.
Comecem a pensar no que fazem antes de o fazer,pensem como isso vai afectar tanto os outros como a vocês próprios

Anônimo disse...

Mesmo depois dessas catastrofes o ser humano ainda continua em pensar no prossimo

Anônimo disse...

ou nao

Anônimo disse...

Tay, vai por mim: a radiação e os danos não escolhem faixa monetária.
Tanto rico quanto pobre tá ferrado diante desse poder destrutivo.

Anônimo disse...

*lendo post do Helton* Lógico, sempre tem um otário de berço burguês, com ânsias d ser comunista, defendendo aquela grande merda nojenta, mentirosa e ideológica q foi a União Soviética, e dando opiniãozinha d Internet com toques d intriga da oposição.
Escrever textinhos puta revoltz endeusando comunismo/socialismo, tomando aquela Coca-cola e na frente do laptop Acer é o q há.

Keila Gabriel Almeida disse...

Excelente matéria... Lamentavelmente o homem usa sua capacidade para MATAR, DESTRUIR, CEIFAR VIDAS INOCENTES E CAUSAR TRAGÉDIAS! Esperamos que DEUS olhe pelos nossos irmãos do Japão e se compadeça deles, para que o mesmo que ocorreu em CHERNOBYLL, há mais de 20 anos, não volte a ocorrer lá com tantos INOCENTES!

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favoritos More

 
Powered by Blogger